sexta-feira, abril 3, 2020
Home > Artigos > Microempreendedores estão pagando mais impostos do que devem

Microempreendedores estão pagando mais impostos do que devem

Grande parte dos pequenos e microempresários iniciam seus negócios confiando mais na intuição e habilidades para a produção e prestação de serviços, sem levar em conta a necessidade de fazer pesquisas, planejar e se informar sobre a correta administração dos negócios e do pagamento de tributos.

Outra dificuldade, é a falta de valorização das informações da Contabilidade. Com isso, eles acabam contratando o escritório de Contabilidade que cobra menos e não aquele que presta os melhores serviços. Ele tem pena de pagar bem para um bom Contador.

Se aproveitando dos novos empresários que chegam ao mercado, golpistas tentam arrecadar dinheiros dos desavisados. São extremamente ágeis e estranhamente, mesmo antes da chegada do Carnê da Cidadania, este sim, de pagamento obrigatório, mensal, com vencimentos mensais dos tributos que devem ser pagos (INSS/Previdência Social, sendo de 5% sobre o valor do salário mínimo, mais R$ 1 de ICMS para o Estado (atividades de indústria, comércio e transportes de cargas intermunicipal e interestadual) e/ou R$ 5,00 ISS para o município (atividades de Prestação de Serviços e Transportes Municipal)).

Em sua maioria as associações que emitem esses boletos são falsas, não existem. Quando existem, nem todas avisam que o pagamento não é obrigatório. Quem é MEI não tem que pagar contribuição social. Só paga se quiser.

Se continua com dúvidas, consulte seu contador. Mesmo que o prazo de vencimento seja curto (uma das estratégias utilizadas) não seja afoito, pergunte! A Sempe (Secretaria Especial da Micro e Pequena Empresa) alerta que circulam boatos nas redes sociais sobre a autenticidade dos carnês enviados. Se houver dúvidas a respeito da veracidade dos boletos, o empresário deve entrar no Portal do Empreendedor (www.portaldoempreendedor.gov.br) e consultar se o número do documento consta no extrato referente a determinado mês.

Deixe uma resposta